Na região sul do estado os motoristas têm reclamado das condições da MA-006, no trecho entre as cidades de Balsas, a 810 km de São Luís, a Alto Parnaíba, a 875 km da capital. Tudo isso porque a situação da rodovia é considerada caótica. Segundo os caminhoneiros que trafegam pela a região, os veículos de grande porte, usados por eles, têm apresentados muito problemas mecânicos devido às condições da estrada.

Como é caso do caminhoneiro Heitor Hugo Ferreira. Ele diz que por conta da grande quantidade de buracos na estrada o caminhão acaba apresentando muitos problemas, o que dificulta ainda mais o transporte de mercadorias, principalmente às relacionadas ao escoamento de produção de grãos, muito comum na região. “Muito buraco, muito problema, não tem a infraestrutura e é muito caminhão que vai e vem. Não tem condições da gente transportar”, reclama.

Além das péssimas condições de trafego, os caminhoneiros reclamam do preço que precisam pagar na hora de fazer a travessia na balsa que dá acesso ao estado do Piauí. De acordo com o caminhoneiro Leanderson Martins, a tabela de preços é bastante extensa e varia conforme o numero de eixos do caminhão, e o valor aumenta ainda mais no horário da noite.

Ele acrescenta que o valor do pedágio não é proporcional as condições da rodovia, que segundo ele está cheia de pedras e muitos buracos. “A estrada é ruim, cheia de buracos, de pedra. Não tem estrada e a balsa não presta. Não vale o pedágio e não tem custo com nada. Não gasta nada essa balsa. Só o funcionário. São 101 reais um carro desse aqui e se for de noite são 136 reais. Desse jeito aí eu vou virar sócio dele. É melhor para mim. É melhor que ter caminhão”, desabafa.

A respeito da situação da rodovia MA-006, a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) informou que já existe um projeto de recuperação de 233 km da rodovia, em análise pelo órgão.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.