Sem títuloUm ônibus foi incendiado na noite do último domingo (14) na vila residencial da Usina Hidrelétrica Belo Monte, em Altamira, sudeste do Pará. De acordo com a polícia, o fogo foi ateado por operários da usina, após uma briga. Ninguém foi preso. Segundo o Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM), caso existam funcionários das empresas envolvidos nos atos ilícitos investigados pela polícia, serão adotadas medidas administrativas cabíveis, conforme determina a lei.

Dois ônibus chegaram ao local para levar os trabalhadores de volta para os alojamentos que ficam no sítio Belo Monte, no município de Vitória do Xingu, mas a maioria não teria conseguido embarcar. Segundo a PM, houve uma confusão generalizada entre os trabalhadores e um grupo de cinco deles ateou fogo no veículo.

“Enquanto a gente prestava socorro aos feridos, as coisas iam acontecendo. Várias ocorrências  foram feitas ao mesmo tempo e a coisa ficou descontrolada”, conta  um tenente da Polícia Militar.

Equipes das Polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal (PRF) foram até a vila de Belo Monte, mas quando chegaram no local a maioria dos operários já havia saído do área e ninguém foi preso.

“Foi um incêndio criminoso, em que houve a exposição da vida dessas pessoas. Os responsáveis por esse crime irão responder por crime de incêndio criminoso, previsto no nosso código penal”, explicou o superintendente Regional da Polícia Civil, Rodrigo Leão.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.