13-06-15 - Condutor é flagrado duas vezes embriagado em 10h (3)

A Polícia Rodoviária Federal, durante fiscalização de rotina, na manhã deste sábado, 13, por volta das 7h, no km 7, da BR-226 em Palmeiras do Tocantins, durante abordagem ao veículo VW Polo Sedan, placas do Tocantins, conduzido pelo construtor D. R., 44 anos, constatou que o condutor apresentava visíveis sinas de embriaguez. Submetido ao teste de alcoolemia, o resultado foi de 0,63mg por litro de ar expelido dos pulmões.

O motorista, que teve a sua CNH recolhida, foi autuado (o valor da multa aplicada foi de R$ 1.915,40), e devidamente qualificado. Foi ainda lavrado o Boletim de Ocorrências Policiais – BOP, sendo enquadrado por embriaguez ao volante, de acordo com o artigo 306 da Lei 9507 (CTB). O veículo foi liberado a um condutor habilitado. O motorista também foi liberado, uma vez que o Delegado de plantão encontrava-se em diligência fora do município e a PRF não tinha efetivo suficiente que permitisse a condução com segurança à Delegacia de Araguaína.

2ª abordagem

As 17h45min, os agentes da PRF realizaram nova abordagem, coincidentemente, ao mesmo veículo e também com o mesmo condutor, agora sem a CNH (documento de porte obrigatório), pois a mesma havia sido recolhida pela manhã. O condutor que ainda apresentava sinais de embriaguez foi submetido a novo teste do etilômetro (bafômetro) e foi confirmado a embriaguez ao volante. Questionado pelos policias o porquê da reincidência, o motorista respondeu que os agentes da PRF foram muito educado e gentis na primeira abordagem e não imaginaria que fossem autuá-los uma segunda vez. Foi realizado um novo procedimento com lavraturas de mais dois autos de infrações: Dirigir alcoolizado e conduzir veículo sem documentos de porte obrigatório.

O motorista foi preso. A ocorrência foi apresentada na Delegacia de Polícia Civil de Tocantinópolis.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.