10994607_464332510399897_8182667240578439279_n
Prefeitura Municipal de Sítio Novo do Tocantins

 

A maioria dos municípios biquenses enfrenta problemas de gestão fiscal. A conclusão é de um estudo divulgado na quinta-feira, dia 18, pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN).

Criado para avaliar a administração do dinheiro público nas prefeituras a partir de estatísticas oficiais, o Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF) é composto por cinco indicadores: receita própria, gastos com pessoal, investimentos, custo da dívida pública e liquidez (restos a pagar).

Consulte todos os dados do estudo clicando AQUI

Em sua terceira edição, o levantamento avaliou a performance de 5,2 mil administrações, sendo 23 delas no Bico do Papagaio. São Sebastião, Darcinópolis, Axixá e Ananás não foram avaliadas.

Sítio Novo do Tocantins foi o destaque da região ocupando o 1º lugar e o 3º no estado. O município obteve conceito B, e entre os 5.243 municípios brasileiros avaliados, ficou na 356º posição.

Sem título

Os piores municípios biquenses na lista são Esperantina e Buriti, que ocupam a última e penúltima posição no Bico do Papagaio.

Veja o ranking do Bico do Papagaio

Sem título1

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.