img-20150531-wa0010

Uma suposta quadrilha de assaltantes de banco está presa em Palmas, de acordo com informações divulgadas neste domingo (31) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). Cinco homens suspeitos de integrarem o grupo foram detidos por policiais civis da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC), com o apoio do Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote) e da Polícia Civil do Distrito Federal na noite deste sábado (30).

Os suspeitos presos são: Danilo Cirqueira de Souza Moura, de 28 anos, Eleandro Mota de Deus, 29 anos, Márcio Wilke Marques, de 35 anos, Wanderson Pereira dos Santos, de 27 anos e Roniclei da Silva Brito, de 31 anos.

Segundo a SSP, por volta das 20h30 de sábado, o grupo foi detido quando estava na TO-230, próximo à entrada da cidade de Arapoema, no momento em que se preparava para efetuar assaltos a uma agência bancária e a um posto de combustível.

A delegada Liliane Amorim Albuquerque, uma das responsáveis pela ação que prendeu a suposta quadrilha, explicou que Moura é considerado o líder do bando. O homem é foragido da Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional, onde cumpria pena por extorsão mediante sequestro. O outro delegado no comando da ação é Vinícius Mendes de Oliveira.

Conforme as informações, há cerca de 40 dias ele fugiu para o Mato Grosso e depois para Luziânia (GO), onde teria reunido os demais integrantes do grupo com a intenção de assaltar bancos no Tocantins. Os suspeitos são dos estados de Goiás, Maranhão, Brasília e Pará.

A supeita da polícia é de que os homens tenham se instalado em Miranorte e ficado na casa de Santos, que serviu de base para eles planejarem os roubos. Em seguida, os suspeitos teriam ido para Arapoema, onde ficaram escondidos em um matagal nos arredores da cidade, aguardando o momento certo de agir.

Os policiais conseguiram descobrir o paradeiro da suposta quadrilha e efetuaram a prisão dos suspeitos. Segundo a SSP, no momento da abordagem eles não reagiram à prisão, mas tentaram se livrar de dois revólveres calibre 38 que depois foram recuperados.

No esconderijo os policiais apreenderam ainda quatro barracas, três balaclavas, munições de calibre 38, de ponta oca, além de um veículo prateado, que havia sido roubado no último dia 25, em Santo Antônio do Descoberto (GO), e que seria utilizado nos assaltos a banco.

A delegada Liliane disse que a quadrilha pretendia explodir uma agência do Banco do Brasil em Arapoema. Além disso, os policiais civis apuraram que o bando também planejava sequestrar a proprietária de um posto de combustível da cidade, a fim de roubar a quantia de R$ 100 mil que ela supostamente mantinha em um cofre, bem como uma grande quantidade de joias que a mulher revendia.

Moura, Mota, Marques, Santos e Brito foram levados para a sede da Deic na capital, onde foram indiciados por associação criminosa com a finalidade de cometer crimes, porte ilegal de arma de fogo e posse de drogas. O gurpo foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde vão aguardar uma decisão da Justiça.

Conforme a SSP, contando com essa ação, a delegacia já efetuou a prisão de mais de 260 assaltantes de banco, desde a criação da Deic em 2010.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.