Participaram do encontro representantes do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará, Instituto Dialog e ONU Habitat, programa da Organização das Nações Unidas.
Participaram do encontro representantes do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará, Instituto Dialog e ONU Habitat, programa da Organização das Nações Unidas.

Em reunião na última quinta-feira, 23, integrantes da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e da Centrais Elétricas do Norte do Brasil – Eletronorte discutiram o processo de renovação da licença de operação da Usina Hidrelétrica (UHE) de Tucuruí, localizada nas margens do rio Tocantins, no Pará. Além do secretário Luiz Fernandes e da equipe técnica da Diretoria de Licenciamento Ambiental da Semas, também participaram do encontro representantes do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Instituto Dialog e ONU Habitat, programa da Organização das Nações Unidas.

A reunião teve como objetivo a apresentação da condicionante solicitada pela Semas à Eletronorte, relativa às ações desenvolvidas pela empresa na área social nas comunidades do entorno influenciadas pela obra da Usina, parte do processo de renovação da licença de operação do empreendimento. Na ocasião, Rubens Ghilard, da Superintendência de Meio Ambiente, e Silvia Ramos, especialista em Meio Ambiente, ambos da Eletronorte, abordaram o Plano de Inserção Regional dos Municípios à Montante da UHE (Pirtuc) e o Plano Popular de Desenvolvimento Sustentável da Região à Jusante da UHE (Pirjus). Foram apresentadas as atividades municipais, convênios e termos de cooperação que a empresa tem firmado com instituições públicas, privadas e sociedade civil.

O Pirtuc e o Pirjus contam com o apoio das prefeituras dos municípios do entorno, como Breu Branco, Tucuruí, Cametá, Moju, Abaetetuba e Barcarena, entre outros. Segundo os representantes, os planos tem por prioridades ações voltadas à agricultura familiar, aquicultura, saúde, saneamento básico, educação, formação profissional, meio ambiente, ordenamento territorial e infraestrutura, visando o desenvolvimento sustentável e econômico da região.

A Usina Hidrelétrica de Tucuruí é a segunda maior usina do Pará, localizada a cerca de 300 quilômetros ao sul de Belém, com uma capacidade geradora instalada de 8.370 MegaWatts (MW). A energia distribuída a partir do empreendimento beneficia cerca de 40 milhões de habitantes e é responsável pelo abastecimento de energia no Pará, Maranhão e Tocantins.

Os documentos solicitados aos representantes foram protocolados e serão analisados pela Semas para avaliar o cumprimento das condicionantes para renovação da licença de operação do empreendimento. (Naiana Gaby Ferraz Monteiro Santos)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.