Eduardo Lobo (2)

A deputada federal Dulce Miranda, primeira-dama do Tocantins, apresentou o seu relatório, nesta terça-feira, 21, pela aprovação do Projeto de Lei (PL) nº 3170/2015, de autoria do deputado Diego Garcia (PHS – PR), na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) da Câmara dos Deputados. O PL requer mais atenção ao processo de amamentação, o que vai levar a maior humanização no processo pós-parto tornando obrigatório o acompanhamento ao processo de amamentação pelas unidades de saúde que prestam atenção às gestantes. Diversos parlamentares parabenizaram a deputada Dulce pelo seu relatório.

“Pequenos ajustes podem trazer segurança à mãe e significar um período pleno de convivência, com benefícios para a saúde física e psíquica da criança que vão durar ao longo de sua existência”, apontou a deputada em seu parecer.

A parlamentar destacou que o parecer favorável pela aprovação do projeto de lei foi feito com uma sensibilidade maternal, pensando na saúde das crianças e das mães. “Ao emitir o meu parecer pela aprovação do Projeto de Lei, só pensei nas nossas crianças e nas mães. Muitas vezes, amamentar é doloroso e complicado, o acompanhamento vai ajudar as mães a enfrentarem essas dificuldades com conhecimento especializado. Isso vai ajudar bastante no crescimento saudável das nossas crianças”, afirmou a deputada Dulce.

Incentivos

Dulce destacou a sua preocupação e comprometimento com a humanização do processo pós-parto relembrando que é autoria do projeto de lei nº 3452/2015 que institui agosto como o mês dourado do aleitamento materno para incentivar a amamentação. O PL tramita na CSSF. (Eduardo Lobo)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.