resgate

Ana Maria Pinto de Carvalho, 53 anos, foi retirada de uma cisterna abandonada após passar mais de 12 horas presa dentro do buraco. A cisterna fica em um terreno baldio no Bairro Imperial em Porto Nacional, a 52 km de Palmas.

Conforme o Corpo de Bombeiros, a mulher saiu de casa por volta das 6 horas da manhã de ontem com o objetivo de colher ervas para produção de um remédio caseiro. Entretanto, ela não retornou. Os familiares de Ana saíram a procurara dela, mas só conseguiram achá-la as 21 horas.

A corporação contou que a mulher sofre de problemas de visão e não viu o buraco, que tem aproximadamente 12 metros de profundidade. Ana foi tirada da cisterna consciente e sem fraturas, somente com leves escoriações. Ela foi levada para o Hospital Regional de Porto Nacional. (Jornal do Tocantins)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.