IMG-20150710-WA0605

Na noite desta sexta-feira, 10, o Grupo Ideal, formado por empresários, comerciantes e profissionais liberais de Araguatins, se reuniram para debater sobre os impactos causados pela implantação da Usina Hidroelétrica de Marabá, que atingirá municípios do Bico do Papagaio e quais ações a sociedade civil pode desenvolver para democratizar o debate sobre o assunto.

O grupo entende que o envolvimento da sociedade no processo de discussão e implantação do empreendimento é fundamental para diminuir as perdas que os municípios terão, principalmente na área ambiental, turística e histórica.

Na reunião surgiram encaminhamentos como a participação do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia (IFTO) e pesquisa sobre os impactos em municípios não relacionados pelo Ministério de Minas e Energia, como São Sebastião, Buriti e Praia Norte, mas que também poderão sofre impactos.

A Hidroelétrica de Marabá tem um custo inicial previsto na ordem de R$ 12 bilhões, com um prazo de construção médio de oito anos, tendo uma capacidade de produção de energia de 2.160 MW.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.