Redimensionar (1)O titular da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Jeannot Jansen, visitou as obras do complexo penitenciário do município de Vitória do Xingu, localizado na vila Leonardo da Vinci, a oito quilômetros da cidade de Altamira, no sudoeste do Pará. Na ocasião, estavam presentes o superintendente do sistema penal, André Cunha, e o gerente de contratos da Norte Energia, além de representantes da Arteplan, empresa responsável pela construção do complexo.

Com a entrega nova unidade prisional, a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) abre 612 novas vagas: 105 para presas femininas, 306 para detentos masculinos e 201 destinadas ao regime semiaberto. As obras tiveram início em outubro de 2013 e estão previstas para serem concluídas até 2016. A obra está sendo edificada em uma área total de mais de sete mil metros quadrados.

O Complexo de Vitória do Xingu é resultado do convênio firmado entre a Segup e a Norte Energia, empresa responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica Belo Monte (UHE). A obra foi orçada em R$ 25 milhões com financiamento da Caixa Econômica, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e BTG Pactual.

O secretário Jeannot Jansen disse que o Estado estará colaborando com a abertura de novas vagas no sistema. “Estamos visitando uma obra de relevância para a região do Xingu e o Pará como um todo. Temos a preocupação que o investimento seja bem executado nesse projeto e nos demais que estão sendo geridos pela Susipe”, destacou.

Segundo a Susipe, o projeto de engenharia do complexo de Vitória do Xingu é referência em dez Estados brasileiros, pela qualidade técnica da unidade masculina. “É a maior obra do sistema penitenciário do Estado e se destaca por ser compacta e atender aos requisitos da legislação vigente”, disse André Cunha.

O complexo faz parte das ações do Projeto Básico Ambiental da Usina Hidrelétrica Belo Monte. “Essa obra mostra mais um compromisso da Norte Energia e reafirma os investimentos em segurança que a empresa tem feito na região, que somados chegam a mais de R$ 105 milhões”, destacou o gerente de contratos da Norte Energia, Fernando Barbosa. A penitenciária está sendo construída com recursos do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRSX), ação do governo federal que receberá investimentos de R$ 500 milhões da Norte Energia ao longo de 20 anos. (Sérgio Chêne)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.