Sede-onde-funcionara-o-INSS-em-Arapoema-segue-de-portas-fechadas

O prefeito de Arapoema, Assilon Soares Filho, se reuniu com o senador do Tocantins, Donizeti Nogueira, nesta quinta-feira, 30, em Palmas, para solicitar apoio na efetivação do posto do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS no município, cuja sede encontra-se construída no centro da cidade há quase dois anos, porém ainda não inaugurada pelo Governo Federal.

Segundo o prefeito, a população arapoemense cobra constantemente do executivo municipal a efetivação do posto responsável pelos procedimentos ligados ao INSS. Os moradores de Arapoema e municípios circunvizinhos como Bandeirantes do Tocantins, Bernardo Sayão e Pau D’Arco precisam deslocar-se até as cidades de Colinas do Tocantins e Araguaína para solucionarem problemas relativos ao INSS.

Demanda

Cerca de 20 mil pessoas da região de Arapoema estão deixando de serem atendidas no Município, informou o prefeito Assilon. “O prédio foi construído e está completamente pronto para receber os cidadãos, porém de portas fechadas. Acreditamos na articulação do senador Donizeti Nogueira, no sentido de agilizar o funcionamento do posto em nossa cidade”, disse o gestor.

Apoio

O senador Donizeti Nogueira reconheceu a situação de Arapoema repassada pelo prefeito Assilon e garantiu apoio para a resolução do problema. “Fizemos uma intervenção junto a gerência do INSS no Tocantins para discutir o assunto e estamos promovendo audiência em Brasília com a presidente do INSS, Elisete Berchiol,  para debatermos a efetivação da unidade em Arapoema”, revelou o parlamentar, que estava acompanhado do presidente regional do Partido dos Trabalhadores (PT), Júlio Cesar Ramos Brasil.

Concurso

O gerente Executivo do INSS no Tocantins, Silvano Coelho Lira, disse que o Ministério da Previdência Social não autorizou a inauguração do posto até que se tenha quadro de servidores aptos a execução dos serviços. Segundo o gerente, o edital do concurso público do INSS está em andamento. (Victor Morais)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.