Causou estranheza aos vereadores de Esperantina, uma obra de reforma e ampliação, iniciada pelo prefeito, Professor Bina (PRB), na Escola Municipal Nova União, na Vila do Gato. A suspeita foi apresentada nesta terça-feira, 28, pelos vereadores Lorin (PV), Domingos (PV), José Cassio (PSB) e Marquim (PT), ao Ministério Público Estadual (MPE), junto com um pedido de acompanhamento do processo licitatório.

Os parlamentares desconfiam que a licitação na modalidade tomada de preço, marcada para esta quinta-feira, dia 30, como consta na publicação no Diário Oficial do Estado, nº 4415 de 15 de julho, seja direcionada. A suspeição é dada pelo fato de antes mesmo da licitação acontecer, a empresa já iniciou os trabalhos.

Sem título2

Foi entregue ao Ministério Público imagens em vídeo e fotos que comprovam as atividades e movimentação na obra.

“O nosso pleito é por conta do prefeito Albino Cardoso de Sousa estar usando de práticas contra a Lei, que consistem em fazer obras públicas com montagem de licitação. Sinceramente não consigo entender onde o Bina pretende chegar, com conta coisa mal feita, que beira o cinismo. Ele parece que não tem medo da Justiça, não acredita em fiscalização ou nas leis. Antes a desculpa era o povo do PT, agora que o PT saiu, ele continua atuando da mesma forma errada”, disse o presidente da Câmara, José Cássio.

O grupo de vereadores e um representante do Ministério Público vão acompanhar a licitação, prevista para acontecer às 8h.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.