PrPorto_SidneyRodrigues2

A Prefeitura de Imperatriz exonerou dois servidores após recomendação do Ministério Público do Maranhão (MP-MA) expedida em 21 de maio com o objetivo de excluir as relações de nepotismo na administração municipal. A informação foi divulgada pela assessoria do órgão nesta quinta-feira (9).

Foram exonerados Ana Cristina Porto, assessora de assuntos políticos, e Afonso Walter Porto, chefe de gabinete, respectivamente esposa e irmão do vice-prefeito de Imperatriz Luiz Carlos Porto, de acordo com ofício enviado à 1ª Promotoria de Justiça Especializada de Imperatriz notificando a exoneração em cumprimento da solicitação.

No documento, a promotora Nahyma Ribero Abas, da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, disse que o favoritismo na contratação dos agentes foi constatado após investigação realizada no mês de maio.

De acordo com Nahyma, além da prática ser amplamente condenada pela população, a Constituição Federal é clara no que diz respeito ao nepotismo. “A nomeação de companheiro ou parente para o exercício de cargo na administração pública é uma violação à Constituição Federal”, afirma.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.