Resize

O governador Simão Jatene participou da 2ª reunião do Comitê Estadual do Pacto pela Educação, nesta quarta-feira (1), no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. As empresas e instituições que apóiam a iniciativa da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) estiveram presentes na reunião, em que foram apresentados o resumo das ações do programa desde que ele foi criado, em 2013, e as ações que devem ser implantadas nos próximos meses. O objetivo é melhorar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do Estado em 30%.

O avanço na mobilização da sociedade e a adesão de novas empresas e municípios ao projeto foram destacados na reunião. No total, 134 municípios paraenses e 66 empresas assinaram parceria com o Pacto pela Educação. Ao firmarem o termo de  compromisso, os gestores municipais se responsabilizam em implantar projetos na rede pública de ensino que viabilizem a melhoria da qualidade da educação e a manutenção dos alunos na sala de aula.

Além de participarem apoiando com a expertise dos projetos sociais, as empresas também contribuem com aporte financeiro no fundo mantenedor do Pacto pela Educação, possibilitando o desenvolvimento do trabalho em todo Estado. O pacto, desenvolvido pelo Estado, com o apoio do Instituto Synergos, tem atraído a atenção de outros Estados, como o Maranhão, conforme contou Tucano Paes Barreto, da relações institucionais da região Norte da Telefônica Vivo, ao narrar a conversa que teve com o governador Flávio Dino.

“Ele falou com a gente para saber como fazer um Pacto pela Educação no Maranhão,  aos moldes do que está sendo desenvolvido aqui”, contou. O mesmo ocorreu no Ceará, segundo informou o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Marcelo Borges, em recente visita àquele Estado.

O governador Simão Jatene falou da importância da integração entre os parceiros para o sucesso do Pacto pela Educação e chamou a atenção para que todos tenham a clareza que essa não é uma iniciativa de Estado, mas uma iniciativa para a educação de todo o Pará. “A construção de uma sociedade melhor é necessariamente coletiva e isso se aplica à educação. Educação é uma só. Não tem corte entre Estado e municípios, e é nessa direção que estamos trabalhando”, afirmou Jatene.

Ao falar dos desafios de fazer algo específico na educação, no momento difícil que o país atravessa, o governador reiterou que o desafio não é simples, mas é possível de ser enfrentado e vencido. “O que estamos experimentando é uma reivenção da educação no Estado, na busca de uma qualidade que responda às necessidades de desenvolvimento que esse Estado necessariamente tem como grande meta. Essa é a nossa busca”, afirmou.

Para o secretário de Estado de Educação, Helenilson Pontes, a reunião foi uma oportunidade de discutir assuntos e políticas que já estão em andamento no Pará, dentro dos comitês regionais e municipais, e de planejar ações futuras junto a um grupo de pessoas que têm por objetivo administrar e discutir as grandes questões da educação do Estado.

“Essa reunião comprova que a transformação e a melhoria da qualidade da educação só é possível se todos nós, enquanto sociedade, estivermos empenhados na busca desse objetivo. A Seduc é a grande articuladora do Pacto pela Educação, mas fazer a transformação não é uma função apenas da Seduc, é sobretudo uma função de toda a sociedade”, finalizou.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.