IMG-20150713-WA0063

O governo Marcelo Miranda caminha para seu oitavo mês, enquanto o governador e sua equipe de comunicação, comandada pelo secretário Rogério Silva, preferem adotar estratégias e efeitos midiáticos, as comunidade do Bico do Papagaio sobrem com a falta de infraestrutura e saúde.

Nesta segunda-feira, 13, nossa equipe percorreu os 81,16 Km da rodovia TO-010, no trecho que liga Araguatins à Ananás e o que ficou claro e evidente são dois pontos: Dinheiro público jogado pelo ralo e insegurança para condutores.

A obra de pavimentação da TO-010, teve início ainda no governo Sandoval Cardoso (SD), que após perder a reeleição para Marcelo Miranda, mandou que as obras fossem paralisadas, ainda no mês de outubro. De lá, para cá, Marcelo tomou posse em janeiro, prometendo resolver todas essas pendências. Mas o que se vê é o governador inchar a folha de pagamento, cortar beneficio de servidores, aumentar a carga tributária, manter o sucateamento da saúde e segurança pública.

Esta mesma rodovia que já havia sido começadas no primeiro mandato de Marcelo Miranda, quando ainda era apadrinhado pelo ex-governador Siqueira Campo (PSDB), em meados de 2002, teve as obras iniciadas e abandonadas, fazendo com que o dinheiro público aplicado na época, fosse inteiramente desperdiçado, pois todo o aterro feito, foi destruído pelas chuvas dos anos seguintes.

Agora, novamente o fato da irresponsabilidade com o dinheiro público volta a acontecer. Sandoval concluiu todo o aterro nos 81,16 Km da rodovia e Marcelo Miranda após quase oito meses, não consegue destravar a obra e terminar o serviço. Orçada em cerca R$ 71 milhões a obra está se dissolvendo em meio ao tempo e movimento de veículos que trafegam com destino a as diversas fazendas e povoados da região como Taquarizinho, Vila Nova, Esperança Viva, Natal e Trecho Seco.

A erosão tem destruído diariamente o aterro, que também vem abrindo diversos buracos profundos no meio da rodovia, causando perigos de acidente na via.

Atualmente todo o maquinário da empresa responsável pela obra, está parado em um pátio na cidade de Ananás, o secretário estadual de Infraestrutura, Sérgio Leão, se limita a informar que a retomada da obras será feita, apenas quando o estado conseguir liberar o recurso, fruto de empréstimo junto ao Banco do Brasil. Mas não estabelece prazos.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.