Sem título

No início da madrugada desta sexta-feira, 24 dois irmãos identificados como Jesiel Rodrigues Ferreira, de 26 anos e o Cabo do Exército, lotado em Marabá-PA, Gutierry Rodrigues Ferreira, de 24, foram presos pela Polícia Militar no centro de Praia Norte. Os Militares patrulhavam a cidade quando observaram o bar Passatempo funcionando fora do horário permitido e solicitaram que Jesiel, dono do estabelecimento o fechasse, pois ele estava descumprindo determinação judicial contida em portaria emitida pelo juiz Jeferson David Asevedo Ramos e pelo promotor Paulo Sérgio Ferreira Almeida, sendo que cerca de 40 minutos depois, ao passarem por lá novamente, observaram o bar ainda em funcionamento, determinando seu fechamento imediato.

Diante disto, Gutierry, o qual estava bastante agressivo devido à ingestão de bebidas alcoólicas, tentou intervir na situação xingando a guarnição de serviço, mas logo recebeu voz de prisão pelo crime de Desacato e após resistir à prisão, foi imobilizado e colocado na viatura para ser conduzido à Delegacia de Polícia. Jesiel, inconformado com a prisão de seu irmão, tentou impedir o trabalho policial e quando os PM’s se deslocavam, desferiu um soco contra a lataria da viatura e na companhia de cinco indivíduos, embarcou em seu veículo para perseguir a viatura, mas chegando em Augustinópolis foi interceptado pela guarnição local.

Durante a abordagem, ficou constatado que Jesiel dirigia sob a influência de álcool e também recebeu voz de prisão. Ambos foram apresentados à Autoridade Policial de plantão em Augustinópolis, sendo que Gutierry foi autuado por desacato e liberado em seguida, enquanto que Jesiel foi autuado em flagrante delito por embriaguez ao volante e ainda por desacato e desobediência. Ele será liberado assim que pagar uma fiança arbitrada pelo delegado de Polícia Civil. A PM ressalta, que recebe reclamações constantes de vizinhos do bar Passatempo, devido ao descumprimento de horário além de algazarras no local, porém até então estava tentando resolver o problema com diálogo o que não surtiu efeito. (Patrulha na Net)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.