IMG-20160722-WA0880

Por meio do serviço de inteligência da 4ª CIPM, a Polícia Militar (PM) efetuou na manhã desta sexta-feira, 22, por volta das 11 horas a detenção de três pessoas oriundas da cidade de Porto Nacional-TO, suspeitas de integrarem uma organização criminosa que atua realizando “golpes” em instituições bancárias, por meio da falsificação de documentos, falsidade ideológica e da prática de estelionato.

Os autores, mãe, artesã de 60 anos, o filho, corretor de 38 anos e a nora, cabelereira com 33 anos. Eles estavam na Caixa Econômica Federal, CEF, no centro de Araguatins, abrindo uma conta corrente em nome de pessoas já falecidas, bem como, supostamente, sacando o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, FGTS, em nome de terceiros, por meio da utilização de documentos falsos.

No momento da transação, funcionários da instituição desconfiaram dos documentos por se tratar de pessoas já falecidas, conforme constava no sistema e resolveram acionar a Polícia Militar. A detenção dos suspeitos ocorreu poucos metros da CEF.

Além dos citados ilícitos o grupo ainda se encontrava com um veículo, marca Renault, Clio, cor vermelha, placa MWS 3681 de Palmas-TO, com o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo, CRLV, falsificado. Com o trio a PM apreendeu também, documentos, aparelhos celulares e outros objetos. Das sete identidades falsas, três estavam em nome do corretor de imóveis, três em nome de sua esposa e uma em nome de sua mãe.

Os mesmos foram conduzidos a Delegacia de Polícia Civil em Augustinópolis. Após serem ouvidos pelo delegado de plantão os acusados foram autuados pelos crimes de organização criminosa, falsidade ideológica e identidade falsa. (Com informações da Ascom 4ª CIPM)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.