destaque-375169-gg

Marcleuton Soares Feitosa, 30, acabou não dando sorte por 2 vezes depois de assaltar a residência de uma senhora na vila do Caldeirão, um distrito da cidade de Salvaterra na Ilha do Marajó. Motivo: ele acabou capturado, fugiu, e, novamente foi capturado por populares. E foi espancado e amarrado. Marcleuton foi apresentado ao delegado Luis Carlos de Menezes Barros Junior, na delegacia de Salvaterra pelo cabo PM Pedro Dutra. Segundo o policial militar, ao chegarem ao local, encontraram o rapaz cheio de hematomas e amarrado, conduzindo-o à delegacia do município.

O suspeito foi colocado na parte de trás da viatura com carroceria aberta e, quando o carro diminuiu a velocidade, para pegar a rodovia PA-154, ele pulou e correu para dentro da mata. A notícia logo se espalhou e vários populares saíram atrás do fugitivo, que foi localizado recebendo um novo castigo da população. Ele então foi amarrado e assim ficou até a chegada dos policiais. O rapaz ainda foi levado ao hospital municipal de Salvaterra, antes de entregue à Polícia Civil.

A testemunha que compareceu à delegacia de Salvaterra disse que a vítima era uma senhora idosa e sua vizinha. Quando ouviu os gritos da idosa, coreu para a casa dela. Viu então um homem fugindo. A testemunha “deu o alarme” e logo várias pessoas armadas de paus e terçados capturaram-no. Ao ser ouvido em depoimento Marcleuton, que mora no bairro do Paar, em Ananindeua, região metropolitana de Belém, disse que naquele momento preferia permanecer calado e só ia falar sobre o assalto na presença do juiz da comarca de Salvaterra. Marcleuton está na carceragem da delegacia, à disposição da Justiça. (J.R. Avelar/Diário do Pará)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.