Refugiados da Venezuela acampam em frente ao Terminal Rodoviário em Altamira, nesta terça-feira, 11. A situação é complexa e exige uma ação conjunta entre os poderes, e pode se agravar já que outros refugiados estariam chegando à cidade nos próximos dias.

Esse primeiro grupo é formado por 50 pessoas, 12 deles são crianças, que precisaram ser atendidos por uma força tarefa montada pela secretaria de saúde. Todos foram vacinados, e cadastrados junto à secretaria de promoção social, para que sejam identificados. De acordo com a prefeitura, eles estão migrando entre cidades brasileiras há três anos, em busca de emprego, mas sem formação, não permanecem muito tempo em um lugar.

Por se tratar de um assunto diplomático, o atendimento a refugiados é feito de forma paliativa pelo município, mas os governos do estado e da união, já foram notificados. (Karina Pinto/Xingu 230)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.