O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (SENAR/TO), cumprindo mais uma de suas missões de capacitar trabalhadores e produtores rurais, fortalecendo o empreendedorismo do homem do campo, realizou essa semana mais um curso de Trabalhador no Manejo Alimentar de Bovinocultura de Corte no município de Augustinópolis, o evento foi realizado em parceria com o Sindicato Rural.

O objetivo principal do curso foi oferecer aos participantes, noções amplas sobre sustentabilidade da atividade leiteira, como nutrição, cria e recria e manejo alimentar.

A instrutora do curso Sânida Vieira de Farias, explicou sobre os principais temas abordados durante todos os dias de encontro, ela disse que foi repassado para os produtores compreender as características e as necessidades nutricionais dos bovinos, leiteiros em cada fase de desenvolvimento dos animais, (cria e recria), fase da produção (periparto, início e fim da lactação) e também tiveram a oportunidade de adquirirem capacidade técnica para adequar o manejo nutricional da propriedade no sistema de produção a pasto.

“Os produtores precisam conhecer e identificar os distúrbios metabólicos e as formas de prevenção a partir das corretas práticas de manejo alimentar, conhecer as características dos insumos mais utilizados na suplementação dos bovinos leiteiros no Brasil, bem como discutir sobre o planejamento estratégico para suplementação adequada dos animais no período de estiagem, sendo assim terão com certeza uma melhor produção. ” Concluiu a instrutora.

Segundo o aluno Romário Ramos Miranda, o curso veio para transformar ainda mais os seus conhecimentos. “Estou me sentindo mais preparado para cuidar dos animais de forma correta, durante os dias de curso pude perceber os erros que antes eu cometia por não conhecer as técnicas adequadas, de como lidar com os problemas enfrentados no dia-dia. Disse Romário.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.