Faleceu a enfermeira augustinopolina, Maria Mirtes de Araújo Sousa, 49 anos, na tarde desta terça-feira, 10, em Imperatriz, no Maranhão.

Ela estava internada na UTI há mais de duas semanas, em coma induzido, em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral.

Mirtes era sindicalista ligada ao  Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Tocantins (Sintras) e membra do Conselho Municipal de Saúde.

Os diretores do Sintras testemunham que Mirtes era atuante nas ações do sindicato e sempre presente nas reuniões da diretoria para discutir melhorias para a vida laboral dos trabalhadores em saúde, representados pelo sindicato. Tinha um carinho enorme e dedicação pelos aposentados e buscou junto com os trabalhadores a tão sonhada aposentadoria para vários filiados da entidade.

Como Técnica de Enfermagem e atuação como militante sindical ela deixa um legado com ênfase no profissionalismo, dedicação e paixão pela profissão e atuação na área sindical.

Devido o acontecido, o presidente do Sintras informou que decretou três dias de luto no sindicato a partir desta terça-feira, 10.

O presidente Manoel informou que visitou a diretora no hospital nesta semana e que recebeu a notícia na estrada voltando para Palmas. Ele retorna juntamente com alguns diretores nesta quarta-feira, 11, para Augustinópolis e prestar as últimas homenagens a técnica de enfermagem.

O Conselho Municipal de Saúde de Augustinópolis também se manifestou com pesar pela morte da técnica em Enfermagem.

“Com mais de 20 anos dedicados ao serviço de saúde no Hospital Regional de Augustinópolis e 10 deles dedicados ao Controle Social no SUS, como Conselheira Municipal de Saúde, o falecimento de Maria Mirtes é uma grande perca para a comunidade Augustinopolina, especialmente para o Conselho Municipal de Saúde. Mirtes deixa um legado de profissional humanizada e de uma grande lutadora em prol das causas coletivas de saúde. Nossa amiga deixa um vácuo em nosso Conselho. Neste momento de dor, os Conselheiros Municipais de Saúde de Augustinópolis se solidarizam com familiares e amigos.”, disse em nota o Conselho.

O velório acontecerá na sua residência localizada Av. Goiás, nº 552, Centro. E sepultada no cemitério local da cidade.

Mirtes morava em Augustinópolis e deixa o filho Jorge Luiz de 11 anos.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.