Sem títuloEm Açailândia, faltam ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Somente uma das três ambulâncias está em atividade, pois as duas outras estão em revisão em uma oficina da cidade.

Depois de cinco anos instaladas no município de Açailândia, as equipes do Samu já atenderam centenas de vítimas de acidente e outras chamadas de emergência como pessoas que passam mal em casa.

Segundo o socorrista Henrique Gutemberg, a demora na chegada da ambulância pode variar em virtude do problema. “Nosso objetivo é gastar o menor tempo possível, mas hoje infelizmente a gente está apenas com uma ambulância. Se tiver outra ocorrência infelizmente vai ter que aguardar. A equipe vai está à disposição, mas o veículo que é o nosso meio de transporte não vai está e não vai ser como ser rápido”.

Em um acidente com três vítimas, ocorridos na cidade, o socorro foi prestado pelo o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar porque no momento do acidente a única ambulância do município estava realizando outra ocorrência.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.