FOTO WILSONNos últimos meses, usuários da operadora de celulares Claro, reclamaram dos serviços oferecidos no município de Ananás. Ligações encerradas, chamadas enviadas à caixa postal, números inexistentes e falta de sinal são os principais problemas que têm tirado a paciência de quem precisa usar o celular e não consegue.

Na semana passada o líder comunitário, Wilson Saraiva, acionou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o Ministério Público Federal (MPF) e denunciou a Claro pelos maus serviços.

Segundo Wilson, assim como os demais moradores de Ananás, ele vem sofrendo para ter acesso ao serviço de telefonia móvel da operadora com a qualidade necessária. Wilson alegou a Anatel e ao MPF que o sinal da Claro é muito ruim no município, o que gera problemas para o início e conclusão das ligações telefônicas, impossibilitando o usuário de conseguir ter acesso à qualidade que se espera e se cobra pelo serviço de telefonia móvel.

“Da forma como está não pode ficar. Requeri a fiscalização do serviço de telefonia móvel da operadora Claro a fim de se verificar necessidade de manutenção, para que os usuários possam ter acesso com qualidade ao serviço, podendo fazer e receber ligações regularmente, sem interferência ou problemas de conexão”, disse Wilson.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.