haroldo almeida“O cenário político passa por grandes crises, o povo clama e exige mudanças em todo território brasileiro e essas mudanças começam na base da nação, os municípios”, assim disse o jovem Haroldo Almeida, que esteve na redação do webjornal Folha do Bico, nesta quarta-feira, 26, para divulgar que está se preparando para também disputar a Prefeitura de Araguatins.

Haroldo comentou que pessoas nunca envolvidas com partidarismos políticos, buscam nomes novos, caras novas, com histórico de honestidade e competência, para representar e tentar mudar o que ele chamou de “velha” política de Araguatins.

O agora pré-candidato disse que existe na cidade um grupo não partidário que buscou em seus membros um novo nome para o cenário político, e que ele teria sido escolhido. Haroldo Almeida disse ser um araguatinense de coração, com histórico de competência em seus afazeres, bom caráter, faz parte de uma família com bases políticas históricas e que sempre pregou e continua a falar, que um dos seus principais objetivos é contribuir para melhorar a cidade, começando pela educação, pois ela é o alicerce para tudo, saúde, segurança e o desenvolvimento.

“Sei que a nossa Araguatins está bem, mais poderia estar muito melhor, precisamos de um administrador ou legislador, que ouça a população, ande a pé nas ruas, para ver onde, e, o que precisa fazer, ou melhorar, em prol da coletividade e da individualidade, que vá buscar recursos junto aos governos Estadual e Federal, que tenha a consciência que em algumas áreas específicas temos que ter um profissional técnico e não um amigo político, direitos iguais para todos”, disse Haroldo durante entrevista ao Folha do Bico e completou, “Não existe presidente, senador, governador, deputados federal e estadual, se não for pelos municípios. Então vamos começar pelo o nosso município, por nossa Araguatins, para um futuro melhor aos nossos filhos e netos, vamos mudar, vamos fazer diferente”,finalizou.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.