IMG-20150805-WA0424

Humilhado dentro de sua própria casa. E o pior, sem dever um centavo. Assim tem se sentido Manoel Alves Rangel, de 78 anos, um dos moradores mais tradicionais de Araguatins, que mora a pelo menos 40 anos no mesmo endereço, na rua Quintino Bocaiúva, esquina com rua Presidente Kenedy, no centro.

Na terça-feira, dia 4, o aposentado Manoel Alves Rangel, teve sua casa violada por funcionários da fornecedora de energia elétrica Energisa, que mesmo sendo araguatinenses, não contaram conversa e foram direto no padrão de energia e cortaram o fornecimento. Só depois do corte, os funcionários da Energisa comunicaram a família.

IMG-20150805-WA0429

A argumentação da Energisa e seus funcionários, não é de atraso no pagamento de conta, o motivo declarado seria a obrigação da troca do padrão, que atualmente custa em torno de R$ 600,00, no comércio local, disse a filha de Manoel, a funcionária pública Poliana Rangel.

A família alega que não recebeu nenhuma notificação informando sobre a obrigação da troca do equipamento ou marcando a visita indigesta dos homens da Energisa. Fato que torna mais grave a ação.

O aposentado que sofre com problemas do coração e respiratório, toma uma série de medicamentos controlados e necessita diariamente de usar um equipamento de aerossol. Na terça-feira, dia do corte, Manoel Rangel não fez uso do equipamento de aerossol, só fez isso no dia seguinte na casa de visinhos.

Poliana ressaltou ainda, que implorou para que os funcionários da Energina, aguardassem até o dia seguinte, para que ela providenciasse o novo padrão. Mesmo assim os homens não se sensibilizaram.

A família disse que estava providenciando a compra do padrão mas que acionará judicialmente a empresa Energisa e os funcionário.

IMG-20150805-WA0420

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.