Sem títuloEm Balsas, não tem sido nada fácil enfrentar os buracos no trecho da rodovia MA-006, que passa dentro da cidade. São sete quilômetros de trânsito lento, em virtude dos caminhões que transportam a safra de grãos, além é claro dos muitos buracos existentes no local.

A MA-006 é uma das principais vias de escoamento da safra da produção de soja da região sul do estado do Maranhão. Na região não tem acostamento, sobram buracos e muita poeira. Mas a poeira não é o único problema enfrentado diariamente pelos moradores que moram próximos da Avenida Contorno. A aposentada Maria da Conceição afirma que só passa na via em horários mais calmos. “Para eu atravessar aqui tenho que vir em um horário mais calmo”.

E se atravessar a pé já é difícil, conduzir veículos pelo o espaço não é muito diferente. Os motoristas de carros de passeio, motocicletas e caminhões dizem que encontram muitas dificuldades, principalmente por conta do grande número de buracos.

Para desviar dos buracos, as carretas passam por cima da calçada. Os engarrafamentos também são inevitáveis, situação que acaba deixando os motoristas bastante incomodados. Como é o caso do administrador de empresas Paulo Ramalho que reclama do grande fluxo de veículos. “Não existe avenida. Olha o fluxo de volume de carros aqui por dia, por hora”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.