IMG-20150813-WA0351

Caira Ferreira da Silva, comerciante da Praia do Tição, em Buriti do Tocantins, acusou o secretário municipal de Obras e Transportes, Anaciano Nunes, de discriminação e preconceito. A comerciante procurou nossa reportagem e também levará o caso a Justiça, dissendo que no início da semana, a Prefeitura Municipal responsável por fornecer o transporte público aos barraqueiros que montaram estrutura na temporada de veraneio, não teria prestado o serviço a ela.

“Sou integrante da associação de barraqueiro e tiro o meu sustento de atividades como essa. Pagamos impostos e taxas. No dia de fazer o transporte dos equipamentos da praia para a cidade, o Anaciano levou os pertences de todos, mesmo os meus. E pior ainda, falou isso publicamente e ameaçou os motoristas de demissão caso descumprissem a ordem”, disse Caira.

A comerciante contou ainda, que é mãe de duas filhas adolescente e sustenta a família sozinha, trabalhando com a atividade alimentar. “Minha vida é dura, tenho uma deficiência na perna que dificulta as coisas. Além disso, não tenho marido, me viro como posso para sustentar minhas filhas. Nunca pensei de receber da administração um tratamento desses. Me deixaram lá sozinha com as duas meninas”, relatou Caira, chorando ao se lembrara da cena.

Caira afirmou que Anaciano fez a ação em retaliação as diversas cobranças feita por ela, com relação a constante falta de energia na praia. “Energia faltava todo dia, estávamos tendo dificuldades para manter peixe, bebidas geladas, sorvete e alimentos, que exigem refrigeração imediata. A obrigação deles era resolver e a nossa cobrar. Daí eles fizeram essa pegadinha comigo, só que se esqueceram que foi pesado e forte. Vou levar o casa à Justiça, para que eles paguem por isso. Me senti humilhada ”, afirmou.

Anaciano

O secretário municipal parece mesmo não estar muito preocupado com o bem estar das pessoas que procuram ou prestam serviços para a Prefeitura Municipal. Em maio deste ano, ele foi acusado por moradores de Buriti, de estar dirigindo em alta velocidade um veículo público pela vias da cidade.

O resultado quase terminou em tragédia. Funcionários diaristas que estavam na carroceria da camionete, acabaram sendo lançados para fora do veículo, devido as manobras desabridas do secretário. Na época, os trabalhadores foram levados para o Hospital e receberem atendimento médico.

O outro lado

Tentamos contato com o secretário por meio do telefone da Prefeitura Municipal, mas ninguém atendeu as ligações. O espaço fica aberto para que o secretário se pronuncie sobre o caso.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.