IMG-20150828-WA0165

Na manhã desta sexta-feira, 28, os vereadores de Esperantina, José Cássio (PSB), Cícera (PT) e Marquin (PT), estiveram em reunião com o procurador-geral de Justiça do Tocantins, Clenan Renaut de Melo Pereira, em Palmas, para cobrar agilidade do Ministério Público, quanto as denúncias de corrupção que pesam contra o prefeito do município, Professor Bina (PRB).

Entre as denúncias estão fraudes em licitação, obras fantasmas, recebimento de propinas e agora dívidas com fornecedores. Esta semana uma comissão de vereadores esteve em uma oficina de Augustinópolis onde estavam seis veículos da frota da Saúde, proibidos de deixarem o local, por dívidas da Prefeitura com a empresa. Segundo informações do presidente da Câmara, vereador José Cássio, os débitos ultrapassam os R$ 180 mil.

Cássio disse que saiu satisfeito da reunião com Clenan Renaut, que garantiu finaliza a perícia em todo o material apreendido na Prefeitura até o mês de setembro e a partir daí, tomara todas as providências determinadas pela Lei.

“Quero primeiro parabenizar o trabalho do Ministério Público que tem zelado pela preservação do patrimônio público, que em Esperantina está sendo dilapidado. Sem o apoio do MP seria muito difícil punir essa quadrilha que se instalou na Prefeitura de Esperantina. O doutor Clenan nos garantiu providências e atenção nesse caso de corrupção explícita em Esperantina”, disse Cásssio que continuou, “Eu e toda cidade achávamos que o grande problema da administração Bina era o PT. Mas parece que estávamos enganados, pois o PT saiu e as maracutaias continuam. Isso só prova que realmente o arquiteto de tudo é o prefeito, que nunca tinha visto dinheiro, agora que viu quer se lambuzar”, concluiu.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.