O ex-prefeito Clidenor Simões Plácido Filho é alvo de quatro denúncias do Ministério Público (MP) referentes a irregularidades na prestação de contas do exercício financeiro de 2007, quando o gestor administrava o município.

Das denúncias contra o ex-prefeito, três foram motivadas pela ausência de processos licitatórios para aquisição de produtos e serviços diversos, como gêneros alimentícios, aluguel de veículos e outros equipamentos, peças para máquinas, materiais elétricos, entre outros. As despesas não licitadas atingem o valor total de R$ 2.072.302,44.

A quarta denúncia contra Simões Filho refere-se ao descumprimento da norma constitucional que determina que Estados e municípios invistam em educação pelo menos 25% da arrecadação de tributos.

Segundo relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA), em 2007, o município aplicou apenas 18,47% das receitas na manutenção e desenvolvimento do ensino.

Conforme observou o Grupo de Promotores Itinerantes, a irregularidade cometida é infração penal por se constituir em crime de responsabilidade previsto no Decreto–Lei nº 201/67, uma vez que o acusado aplicou indevidamente verbas públicas. (iMirante)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.