inss araguatins

Há 50 dias em greve, as agências do INSS no Bico do Papagaio ainda não têm previsão de retorno às atividades. As duas unidades que existem no Bico do Papagaio, uma em Araguatins e outra em Tocantinópolis, funcionam de maneira parcial.

De acordo com o representante dos grevistas no Tocantins, Raliel de Oliveira, os serviços prestados para a população durante a greve, variam de acordo com cada cidade.

De acordo com a assessoria do INSS em Brasília, uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que as entidades mantenham 60% dos servidores trabalhando nas unidades do INSS enquanto durar a greve. O quantitativo deve ser respeitado dentro de cada unidade do órgão.

Mas de acordo com Raliel de Oliveira, o comando de greve entendeu que a decisão não abrange as agências de atendimento. Ele informou ainda que apesar da Justiça não ter considerado a greve ilegal, os servidores tiveram o ponto cortado. “Até o momento o governo não ofereceu nenhuma proposta por escrito e a greve não vai acabar enquanto não houver um posicionamento formal”, declara.

Segundo informações da assessoria do INSS, as pessoas que não forem atendidas pelo órgão, em função da greve, devem ligar no número 135 para remarcar o atendimento.

Greve

Segundo a diretora de organização e política sindical do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde e Previdência (Sintfesp-GO/TO), Teresinha de Jesus Aguiar, a categoria pede ao governo federal a reposição de perdas salariais de 27,3%, além da implementação de data-base, realização de concurso público e revisão das gratificações produtivas.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.