ResizeO Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, encerra nesta sexta-feira (7) um treinamento de prevenção e combate a incêndio e atendimento a vítimas de acidentes de grandes proporções. O hospital conta com uma brigada de incêndio e estrutura de hidrantes, extintores, alarmes de incêndio, rotas de fuga, além de planos de contingência. A equipe tem 30 brigadistas e é formada por enfermeiros, técnicos de enfermagem, administrativo e dos serviços de higiene e limpeza, nutrição e segurança. Todos estão preparados para atuar em casos de incêndios e acidentes graves.

O incêndio que atingiu o Pronto-Socorro Municipal Mário Pinott, em Belém, em junho deste ano, ilustra bem a importância do preparo da equipe de brigadistas de um hospital, que exigiu uma grande operação envolvendo não só bombeiros, mas também médicos de vários hospitais e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ao serem contratados pelo HRPT, os colaboradores são treinados também em combate a incêndio. Participam do curso 57 colaboradores. No hospital, a brigada de incêndio é gerenciada pelo Serviço Especializado em Segurança e Medicina no Trabalho, composta por três técnicos de segurança do trabalho, um engenheiro, uma enfermeira e um médico do trabalho.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.