corpo_queimado_edUm homem teve parte do corpo queimado após ser atingido por água quente em Guaraí, centro-norte do Tocantins. O detalhe é que a própria mulher da vítima é suspeita da agressão. Pedro de Jesus Gomes, 38 anos, está internado no Hospital Regional do município. Segundo a irmã dele, Marluce de Jesus Gomes, o homem está “falando pouco e sentindo muita dor”. A Secretaria de Saúde do Tocantins informou que ele sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus no rosto, tórax e membros superiores.

Marluce conta que o fato aconteceu no último domingo (16), na casa do casal e que duas filhas, de 11 e 9 anos, presenciaram a agressão. “Os dois estavam bebendo, eles bebem muito. Meu irmão saiu para conversar com um vizinho e quando entrou para casa, a mulher estava atrás da porta e jogou a água quente no corpo dele”.

De acordo com a irmã, os dois são casados há cerca de 15 anos e já tinham protagonizado outras discussões. “Ela é uma boa pessoa, mas quando bebe fica violenta, nervosa, alterada”, contou.

No momento, várias pessoas presenciaram a agressão. Marluce disse que o irmão foi atendido pela Polícia Militar e levado para o hospital da cidade, onde permanece internado. “Ele está triste. Acha que vai ficar com sequelas e tem medo de a mulher fazer algo com as crianças. Ele está falando pouco, sentindo dor e com problemas de pressão”.

Marluce ainda explica que o casal tem três filhos. As duas meninas e um rapaz de 15 anos. Eles estão sendo cuidados por parentes. Ela diz que a suspeita fugiu. A família divulgou a foto de Gomes nas redes sociais e pediu para que se alguém souber do paradeiro da mulher, informar a polícia ou os parentes da vítima.

A Sesau informou que o homem está recebendo tratamento com inflamatórios e antibióticos, sendo atendido pela equipe multiprofissional e demonstrando evolução satisfatória.

Polícia investiga

A Secretaria de Segurança Pública do Tocantins confirmou o caso e que Rosilda Alves da Silva, 32 anos, fugiu no mesmo dia em que foi registrada a agressão, no último domingo. A SSP informou também que o crime foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Guaraí e que um inquérito policial foi instaurado para apurar os fatos. A vítima ainda não foi ouvida pela polícia. (G1)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.