A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a revisão tarifária da conta de energia dos paraenses em 7,53%. A tarifa começa a ser cobrada a partir da próxima sexta-feira (7).  De acordo com a Aneel, a falta de chuvas tem prejudicado a produção nas usinas hidrelétricas e, devido a isso, as usinas térmicas que tem o custo mais alto de produção tiveram que ser usadas para suprir a demanda. Quando a bandeira vermelha é cobrada, os consumidores pagam R$ 5,50 a cada 100kw/h utilizados.

No estabelecimento da comerciante Damares Moraes, os aparelhos eletrônicos ficam ligados cerca de dez horas por dia e, com todo esse consumo de energia elétrica, a conta de luz é de aproximadamente R$ 2 mil, mas em alguns meses, a fatura chega a custar R$ 4 mil. “Tivemos que fazer alguns ajustes no quadro funcional para pagar a conta”, diz a comerciante.

A Associação Nacional dos Consumidores de Energia afirma que os impostos na conta estão  cada vez mais altos e que falta esclarecimentos sobre essas cobranças.

“O que nós vamos fazer é protocolar um ofício para a concessionária de energia e Aneel, pois precisamos de um meio mais eficiente de aferição, porque não basta a concessionária falar que o consumidor consumiu uma energia, se ele não comprou nenhum eletro doméstico a mais e também não fez nenhuma outra  utilização”, diz o representante da Associação Nacional dos Consumidores de Energia, Aldonay  Belmor.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.