image

À espera de uma nova proposta por parte do governo, cerca de 120 professores da rede estadual de Educação, que estão em greve desde o dia 5 de junho, estão concentrados na manhã de hoje em frente a Secretaria da Administração (Secad). Um grupo de docentes passou a noite dentro da secretaria. A manifestação já dura mais de 24 horas.

No final da manhã de ontem, os sindicalistas foram atendidos pelo secretário da Administração, Geferson Barros, que se comprometeu a realizar uma nova análise das reivindicações com os demais secretários envolvidos nas negociações. No entanto até hoje pela manhã, nenhuma proposta foi endereçada aos grevistas.

Em frente a Secad, os docentes fizeram discursos e pedem que o próprio governador Marcelo Miranda receba o sindicato para entregar a proposta em mãos. “Queremos uma audiência com o governador. Estamos esperando por isso desde o início do ano e até hoje ele não se dignou a conversar com a categoria”, afirmou um dos diretores do Sindicato do Trabalhadores em Educação do Estado (Sintet), Nilton Pinheiro de Carvalho.

Segundo ele, os professores só irão deixar a sede da Secad quando o governo atender as reivindicações ou apresentar uma nova proposta. Ainda não há previsão de quando será realizada a Assembleia Geral da categoria.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.