montagem-pastor-e-dilma-bolada

O pastor Silas Malafaia e o criador da personagem virtual “Dilma Bolada”, Jeferson Monteiro, trocaram farpas na última sexta-feira, 21, pela internet, após o religioso resolver atacar o jovem pelo Twitter, chamando-o de “bandido”.

Bastante atuante nas redes sociais, o pastor comentava a matéria do site da revista “Época”, publicada na última quinta-feira (20). A reportagem revela que Jeferson recebe um salário de R$ 20 mil de uma agência contratada pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

“Criador de Dilma bolada, Jeferson Monteiro, recebe 20mil de salário do PT,através da agência q faz guerrilha virtual para o PT. BANDIDO!”, compartilhou o religioso, que demorou a esquecer o assunto.

“Vou viajar agora rindo muito da cara desse otário, comprado pelo PT para atacar os outros. Dilma bolada virou Dilma comprada, tudo a ver”, escreveu Silas, em outra publicação.

A reposta de Jeferson veio pouco tempo depois e pela conta pessoal do publicitário. “Todo dinheiro que ganho é fruto do meu trabalho e declarado. Bandido é quem extorque em nome de Deus e com isenção fiscal”, rebateu.

Segundo a revista Época, Jeferson Monteiro receberia R$ 20 mil por mês da agência Pepper Interativa, contratada pelo PT. Conforme a publicação, as provas seriam documentos enviados por advogados da agência ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). A Pepper é investigada na Operação Acrônimo, da Polícia Federal, que investiga lavagem de dinheiro e corrupção envolvendo o governador Fernando Pimentel, de Minas Gerais.

Jeferson se defendeu das acusações da revista e disse que o serviço prestado por ele está relacionado “à comunicação digital e nas redes sociais, análise, produção e estratégia de conteúdo para os clientes da agência”.

“A Dilma Bolada não está vinculada a nenhuma empresa ou partido. Não está e nem nunca esteve. Como já foi dito exaustivamente, as páginas na internet são independentes e não há nenhuma relação com ninguém para que elas estejam ali”, frisou.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.