Gedeon Pitaluga_Tocantinópolis (5)

O conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins (OAB-TO), Gedeon Pitaluga, esteve em Tocantinópolis nesta segunda, 24, para declarar o seu apoio à pré-candidatura do advogado Giovane Moura à presidência da subseção no município. Gedeon se reuniu com um grupo de advogados compromissados com a classe jurídica que também reforçaram a relevância das eleições e a necessidade da alternância de poder, bem como do engajamento de profissionais comprometidos com a Ordem.

Ao apoiar a pré-candidatura local, o conselheiro federal ressaltou que seu apoio é fomentado na competência de Giovane. “Tocantinópolis e a região do Bico do Papagaio são de extrema importância para o Tocantins. Precisamos fortalecer a OAB aqui no norte do Estado e o Dr. Giovane representa o que eu acredito, a alternância da representatividade da advocacia e a credibilidade de um profissional dedicado ao trabalho e à nossa causa conjunta”, destacou Pitaluga.

Para Giovane, pré-candidato de Tocantinópolis, estar ao lado do conselheiro federal Gedeon Pitaluga é ter a certeza de que a região será palco de constante presença na OAB-TO, fomentando as ações classistas e oportunizando maior engajamento dos advogados no norte do Estado. “Já estivemos juntos de outras lutas, mas agora esse momento de alternância que o Tocantins vive nos proporciona um reencontro de parceiras em busca de melhorias. Nossas ideias são muito parecidas nesse sentido e nós aqui de Tocantinópolis ficamos muito felizes com esse apoio”, afirmou Moura.

Está prevista para a primeira quinzena de setembro/2015 o lançamento das pré-candidaturas para as 14 subseções do Estado: Tocantinópolis, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional, Colinas do Tocantins, Guaraí, Araguatins, Dianópolis, Taguatinga, Pedro Afonso, Alvorada, Gurupi, Araguaína, Miracema do Tocantins e Natividade.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.