uprihn211014

As unidades responsáveis pela recepção de detentos na Regional de Imperatriz estão superlotadas. A Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (Upri) está com 363 presos, quando a capacidade é apenas de 320.

Já a delegacia regional, que comporta, no máximo, 49 presos, conta com mais de 50 detentos. Devido a isso, a Casa de Ressocialização, que não deveria abrigar apenados do regime semiaberto, hoje tem 21 deles.

Na regional, a Unidade Prisional de Davinópolis é a única que está dentro do nível de lotação. Hoje, são 105 presos, e a capacidade é de 110 detentos.

Fazem parte desses números tanto os sentenciados, quanto os que ainda aguardam julgamentos. Cerca de 60% dos presos das unidades são provisórios.

São cerca a de 80 processos físicos na promotoria e, aproximadamente, 1.100 processos eletrônicos na Comarca. Na cidade, há apenas um juiz de execução, um promotor e dois defensores que acompanham os processos. Além dos advogados contratados pelos presos.

Esta semana, em que se comemora a Semana do Encarcerado, as unidade prisionais do Estado vão realizar atividades específicas com o objetivo de rever os entraves no cenário do sistema penitenciário e discutir estratégias eficazes e humanitárias no processo de ressocialização. (iMirante)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.