alcione talaska

“Ainda existem latifúndios no Brasil? Uma análise do espaço agrário brasileiro”, esse é o título do livro publicado pelo professor de geografia do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia (IFTO), Campus Araguatins, Alcione Talaska, pela editora da Universidade de Santa Cruz do Sul (EDUNISC), que será lançado, na 29° Feira do Livro de Santa Cruz do Sul (RS), em setembro deste ano.

O livro é resultado da tese de Doutorado em Desenvolvimento Regional na Universidade de Santa Cruz do Sul (RS), elaborada pelo professor Alcione. De acordo com o docente, o conteúdo do livro traz uma análise sobre o espaço agrário brasileiro na perspectiva conceitual, abordando tanto os aspectos legais como as suas implicações territoriais decorrentes.

Ou seja, além de realizar um resgate sobre a conformação da realidade agrária brasileira, desde o período colonial até os dias atuais, é analisado o processo de construção, modificação e substituição de conceitos ou tipologias, expressas na legislação brasileira,que orientam os institutos e os órgãos oficiais brasileiros na caracterização das propriedades rurais e, consequentemente, na composição das estatísticas cadastrais que informam sobre a estrutura agrária e fundiária do país.

Nesse sentido, o livro revela alguns velhos/novos elementos da problemática histórica, não solucionada, que marca a realidade agrária brasileira.

“A ideia de realizar a publicação da tese em formato de livro foi uma indicação da banca de defesa do doutoramento. Inicialmente pensou-se em realizar a publicação em livro impresso. Entretanto, considerando a importância social da temática abordada, optou-se pela publicação em formato virtual (e-book), para possibilitar o livre e irrestrito acesso a toda sociedade brasileira interessada”, declarou o professor Alcione Talaska. (Ascom)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.