Sem título

O Projeto de Assentamento (PA) Maringá recebeu na tarde da última sexta-feira, 26, a visita da equipe de um projeto de extensão do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia (IFTO), voltado para o melhoramento da cadeia leiteira da região do Bico do Papagaio, promovido em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Na ocasião, foi realizada uma reunião com pequenos produtores de leite do local. Em um primeiro momento, foi aplicado um questionário sobre a missão das propriedades rurais, problemas encontrados por elas, despesas mensais, dentre outros pontos, com a finalidade de elaborar um diagnóstico sobre a situação dos produtores.

Sem título1

Em seguida, ocorreu a apresentação dos objetivos do projeto de melhoramento da cadeia leiteira, e as vantagens que ele pode trazer ao pequeno produtor de leite. No final da reunião foi aberto espaço para esclarecimento de dúvidas e feita uma listagem dos produtores interessados em participar do projeto.

De acordo com o professor coordenador do projeto, Alfonso Siqueira Dimperio, a ideia é oferecer consultorias aos produtores, para que seja elaborado um projeto específico para cada propriedade, voltado para suas necessidades no que tange ao aumento na produção de leite. O professor enfatizou ainda, que para se alcançar bons resultados é necessário que o trabalho entre os produtores seja focado no cooperativismo.

Além disso, o coordenador frisou que o objetivo do projeto é promover o desenvolvimento profissional e pessoal dos alunos do campus, por meio da imersão deles no mundo real do trabalho, identificando problemas e soluções na sociedade em que se encontram inseridos.

Para a acadêmica de Agronomia do Campus Araguatins, Kelly Delmondes, que participa do projeto, a iniciativa é uma oportunidade única para troca de experiência e contribuição nas atividades realizadas pelos assentados, auxiliando-os no desenvolvimento do seu potencial como produtor rural.

Os representantes do Sebrae presentes na reunião, André Rocha e Macione Sousa, parabenizaram a iniciativa do Campus Araguatins e destacaram a satisfação em participar de uma ação que visa melhoria para a comunidade do PA.

A próxima etapa do projeto consistirá na elaboração de um cronograma de consultorias nas propriedades que manifestaram interesse em participar da ação extensiva. (Ascom)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.