Escola Estadual Osvaldo Franco, na manhã desta quinta-feira
Escola Estadual Osvaldo Franco, na manhã desta quinta-feira

Após o início da movimentação grevista dos servidores estaduais, que aconteceu na terça-feira, 9, as categorias estão paralisando as atividades. Nas escolas estaduais, professores, transporte e setor administrativo também pararam de atender. Os servidores cobram o pagamento retroativo da data-base de 2015 e do benefício em 2016.

De acordo com Carlos de Lima, secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Tocantins (Sintet), algumas escolas de Araguaína e Dianópolis entraram em greve ainda ontem. “Não havíamos parado ainda porque queríamos avisar aos pais e a comunidade, para hoje fazermos a paralisação geral”, ressaltou o secretário, explicando que todos os servidores administrativos e professores estão convocados para participar do movimento.

Lima também explicou que a paralisação é por tempo indeterminado. “Se o governo não negociar, não apresentar uma proposta plausível, aí nós continuaremos parados”, alertou.

IMG-20160811-WA0218

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.