O Hospital de Imperatriz tem capacidade mensal de 3.480 internações, além 15 mil exames de análises clínicas.Foto: Divulgação
O Hospital de Imperatriz tem capacidade mensal de 3.480 internações, além 15 mil exames de análises clínicas.Foto: Divulgação

O governador Flávio Dino ampliou a rede de atendimento oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) à população de Imperatriz. Tratamento para pacientes com câncer no novo Hospital Macrorregional Drª Ruth Noleto, com 116 leitos, regulados e referenciados, de internação, estruturação da Casa da Gestante, Bebê e Puérpera Dra. Eimar de Andrade Melo, anexo do Hospital Regional Materno Infantil (HRMI),melhorias nas instalações Centro de Especialidades Médicas de Imperatriz eaporte financeiro para a Upa São José estão na lista das ações de aperfeiçoamento da rede no município.

No complexo hospitalar do macrorregional, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) assegura, para a população das regionais de saúde de Imperatriz, Balsas, Barra do Corda e Açailândia, procedimentos de alta complexidade. A unidade dispõe de 116 leitos de internação nas especialidades clínicas médica, cirúrgica, oncológica e clínica cirúrgica oncológica, sendo 12 da UTI Adulto. Nas quatro especialidades, o hospital tem capacidade para atender 5.894 pacientes/ano e 288 pacientes/mês na UTI.

A Central de Regulação do Hospital Macrorregional é responsável pelo recebimento, avaliação e controle dos pedidos de internação nas áreas de clínicas médica, cirúrgica, oncológica e clínica cirúrgica oncológica, assim como Terapia Intensiva Adulto, por meio de leitos regulados e referenciados.

Cuidado materno infantil

A Casa da Gestante, Bebê e Puérpera Dra. Eimar de Andrade Melo, anexo do Hospital Regional Materno Infantil (HRMI), foi toda estruturada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) e funciona a 200 metros da maternidade.  A casa foi entregue em julho.

Com investimento de aproximadamente R$ 700 mil, o prédio que pertence ao Estado, foi completamente reformado. O local conta com 20 leitos credenciados pelo Ministério da Saúde, além de copa, sala de administração, estacionamento, recepção, auditório e área de vivência.

A filha caçula de Yanca Santos Silva, de 19 anos, completa um mês de vida no dia 22 deste mês, recebe acompanhamento médico no Hospital Regional Materno Infantil (HRMI). Enquanto aguarda a finalização do tratamento da filha, a mãe foi acolhida na Casa da Gestante, Bebê e Puérpera Dra. Eimar de Andrade Melo, localizada a funciona a 200 metros da maternidade.

“Estou bem instalada na casa. Mais perto da minha filha, é mais fácil acompanhar a recuperação dela”, disse Yanca Santos, que também tem um filho de um ano e meio.

Com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde, o Centro de Especialidades Médicas, também em Imperatriz, passa por melhorias nas instalações elétricas, hidráulicas, pintura, reposição do gesso, manutenção dos equipamentos, dentre outros. E, a partir da próxima semana, ofertará as especialidades dermatologia, urologia e neurologia.

Já a UPA São José, em Imperatriz, dispõe de equipamentos custeados pelo Governo do Estado. A unidade recebe aporte de R$ 400 mil. Cerca de 80 mil pessoas que moram na região são beneficiadas com o investimento. A UPA possui 50 leitos e tem capacidade para atender cerca de 100 pacientes por dia.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.