planilha_unificada

A Contadoria Judicial Unificada (Cojun) do Poder Judiciário do Tocantins iniciou nesta terça-feira, 23, a preparação dos contadores para implantação da planilha de unificação dos cálculos judiciais. A planilha foi desenvolvida pelos próprios contadores, sob a coordenação de Marcelo Rodrigues, da comarca de Tocantinópolis e outros participantes.

Segundo Niely Talles, a planilha é um sistema de trabalho totalmente automatizado e que vai possibilitar a uniformização e padronização de todos os cálculos no âmbito do Poder Judiciário no Estado do Tocantins. “Esse sistema vai possibilitar que todos os cálculos sejam trabalhados de forma uniforme, padronizada, bem automatizada e prática. Vai facilitar as rotinas do trabalho do contador judicial e, como consequência, oferecer melhor prestação jurisdicional. A planilha já prevê toda forma de atualização, dependendo apenas do preenchimento correto pelo profissional que vai executar os cálculos”, disse.

O diretor geral do Tribunal de Justiça, Francisco Cardoso, presente à abertura do curso, disse que a unificação dos cálculos é uma demanda antiga dos contadores. “Iniciamos esse treinamento de dois dias, que será repetido com outra turma de contadores, para padronizar os cálculos, o que dará ainda mais segurança”, afirmou.

O diretor geral disse ainda que “o melhor de tudo é que esse trabalho foi feito pelos próprios contadores do Poder Judiciário do Tocantins. Elaboraram os cálculos e desenvolveram o mecanismo necessário para padronizá-los. Todas as comarcas terão os cálculos realizados da mesma forma, pelo mesmo padrão. Isso é muito bom”.

“Por tudo isso”. Continuou, “os contadores judiciais do Estado do Tocantins merecem o nosso elogio, o nosso respeito. Eles têm se dedicado muito desde a implantação da Cojun e os nossos números só têm baixado em relação ao volume de processos. Fica, portanto, externada e registrada a nossa gratidão em relação à dedicação dos contadores para que esse projeto desse certo”.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.