O senador Ataídes Oliveira (PSDB), vem há dia preparando uma fortíssima articulação de bastidores que vai coloca-lo, definitiva no processo sucessório de 2018 como força progressiva, seja na disputa pelo Palácio Araguaia, seja no certame pela reeleição.

Ataídes cresceu vertiginosamente em Brasília-DF, e passou a ocupar posição privilegiada dentro do PSDB e na República. Esse efeito lhe garantiu a condição de ser um dos maiores e sólidos articulador de recursos para os municípios. E o dividendo disso, é a aproximação de diversos prefeitos.

Para se ter uma ideia, dos 139 prefeitos do Tocantins, pelo menos 20, estão deixando seus partidos e migrando para o projeto do PSDB. Isso representa mais de 14% dos gestores tocantinenses. Sem contar que ainda tem os já filiados na legenda.

Nesta segunda-feira, 14, Ataídes recebe em Palmas, o prefeito de São Paulo e presidenciável, João Doria. Figura expoente no PSDB, Doria abonará as filiações dos gestores que passarão a compor oficialmente o time de Ataídes e do PSDB no Tocantins.

O tabuleiro político no Tocantins continuará se mechando até as eleições do ano que vem. Mas uma coisa fica bem clara, diferente de 2014, quando Ataíde enfrentou sozinho a disputa pelo Governo do TO, desta vez, indo ao Palácio Araguaia ou buscando reeleição ao Senado, Ataídes não estará só. Terá por baixo de 20 à 30 prefeitos lhe dando sustentação política, inclui-se ai, o prefeito Laurez Moreira, de Gurupi, terceiro maior colégio eleitoral do estado.

Essa musculatura política consolidada pelo senador, se junta a forte estrutura nacional do PSDB e a um tempo de TV e Rádio que valem ouro em uma disputa eleitoral.

Nos dois caminhos que Ataídes tem a seguir, os prognósticos são positivos. Se for ao Governo, uma fonte informou ao webjornal Folha do Bico, que Ataídes disputará se conseguir construir uma chapa competitiva, com os outros integrantes agregando mais líderes. Nesse caso, certamente o número só de prefeitos, deve passar dos 60, caso se consolidem essas articulações. Se resolver buscar a reeleição ao Senado, apenas hoje com a quantidade de gestores que já integram o time de Ataíde, o senador junta condições claras de atingir 30% na disputa. É importante lembrar que diferente de 2014, agora em 2018 serão duas vagas de senador na disputa e em média, 28% dos votos válidos são suficientes para conseguir vencer.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.