A cúpula do PMDB deverá analisar nos próximos dias uma recomendação da Comissão de Ética do partido para afastar a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) da legenda até que haja uma definição sobre um pedido de expulsão da senadora. A informação é do repórter Gustavo Garcia, do G1.

Ainda não há uma recomendação da Comissão de Ética, contudo, sobre o processo de expulsão.

Mais cedo, nesta quarta-feira (16), Kátia Abreu apresentou a defesa dela no caso. Ela é acusada de ter violado o Código de Ética e Fidelidade Partidária e o Estatuto da sigla.

Em nota divulgada pela assessoria, Kátia Abreu nega irregularidades e afirma que o PMDB não propôs nenhum tipo de punição a filiados condenados por crimes graves, como corrupção e formação de quadrilha.

Ministra da Agricultura no governo Dilma Rousseff, Kátia Abreu votou contra o impeachment de Dilma e tem feito duras críticas ao governo do presidente Michel Temer, também filiado ao PMDB.

Kátia Abreu ainda se posicionou contra a aprovação da reforma trabalhista e tem criticado a reforma da Previdência, duas propostas consideradas prioritárias pelo governo federal.

A expulsão de Kátia Abreu do PMDB é assunto desde setembro do ano passado, quando o Blog revelou o movimento interno para retirá-la do partido após ela votar contra o impeachment de Dilma. (Com informações de Matheus Leitão)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.