Últimas notícias

TOCANTINÓPOLIS: Polícia desvenda crime da estrada de Maurilândia

oiNo dia 03 de setembro o motorista Benedito Silvano Fernandes, motorista da Funasa, esteve na Delegacia de Polícia de Tocantinópolis comunicando que no dia anterior, por volta das 16h, ao passar por uma cascalheira depois da Aldeia Butica, parou para auxiliar um homem que pedia ajuda dizendo que tinha dormido no volante e seu veículo Fiat Strada saiu da estrada.

Ao prestar ajuda, Benedito Silvano viu marcas no chão como se alguma coisa tivesse sido puxada e junto marcas de sangue. Desconfiado daquele história, ao passar pelo local no outro dia resolveu parar e olhar o entorno, foi quando encontrou várias manchas de sangue e um corpo de homem adulto, aparentando uns 40 anos, cor branca, com perfurações no queixo e no peito, motivo que o levou diretamente a esta Delegacia de Polícia para notificar os fatos. O corpo foi devidamente periciado e examinado, mas não houve reconhecimento e a vítima foi sepultada como indigente.

A partir dessa denúncia o Delegado de Polícia, Hudson Guimarães Leite e seus auxiliares começaram várias diligências para esclarecimento dos fatos que até então pareciam enigmáticos, pois não havia quaisquer informações pessoais da vítima ou do autor, apenas o modelo e cor do veículo conduzido pelo principal suspeito.

As diligentes apontaram como suspeito o sr. André Divino da Silva, 29 anos de idade, residente no Povoado Cocal Grande, município de Itaguatins, este procurado pela polícia civil no dia 14/09/09, através das argumentações e informações já levantadas, não teve como negar e confessou autoria do homicídio narrando com detalhes todo o episódio.

Segundo o acusado, em seu interrogatório, aduz que não tem habilitação e por isso contratou Adailto para conduzir o veículo Fiat Strada de Senador Amaral/MG até o Estado do Tocantins. Ao chegarem na cidade de Aguiarnópolis, Adailton passou a direção do veiculo para André que continuaria a viagem na condução do veículo. Segundo o mesmo, ao transitarem na estrada entre Tocantinópolis e Maurilândia, houve uma discussão e Adailton tentou agredi-lo com uma faca, fazendo-o perder o controle do veículo e saindo da estrada, ocasião em que André conseguiu tomar a faca das mãos de seu oponente e o golpeou no pescoço e no peito.

Ato contínuo, já fora do veículo, Adailton tentou atacá-lo novamente dizendo que iria matá-lo. André por sua vez, falava para cessar os ataques que o levaria para o hospital, todavia não foi o que aconteceu e mais uma vez Adailton partiu em sua direção, André novamente o atingiu com outro golpe na região lombar. Somente naquele instante Adailton caiu ao solo e seu corpo foi arrastado por dez metros dentro do mato.

A partir daquele momento, o acusado pediu ajuda para desatolar o carro e saiu do local com destino a Estreito-MA para deixar o veículo em uma oficina. No outro dia retornou ao município de Itaguatins onde ficou quando preso pela polícia civil.

André Divino da Silva está preso na Cadeia Pública de Tocantinópolis e irá responder por homicídio qualificado por motivo torpe e ocultação de cadáver.

No dia 15/09, o veículo Fiat Strada, cor preta que o suspeito tinha deixado numa oficina na cidade de Estreito, foi recuperado e será apresentado à perícia técnica para as providências cabíveis. (Roberlan Barbosa)

Deixe seu comentário