IMG-20150924-WA0358

O araguatinense, Lucas Miranda Parente de Araújo, ficou entre os 20 melhores na 10ª edição do Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero. O concurso selecionou redações, artigos científicos e projetos pedagógicos de escolas públicas e privadas que trataram de temas de gênero, mulheres, feminismos, relações raciais, geração, classe social e sexualidade.

A cerimônia de premiação aconteceu no dia 22, em Brasília-DF, e Luca recebeu o prêmio juntamente com sua professora e orientadora Fadia Rodrigues. Vale ressaltar que Lucas foi o único aluno do estado do Tocantins a receber o prêmio.

O Prêmio tem como objetivo estimular a produção científica e a reflexão crítica acerca das desigualdades entre mulheres e homens. Os trabalhos que se destacaram receberam premiações, tais como notebooks e equipamentos de informática (para estudantes de ensino médio), bolsas de iniciação científica, mestrado e doutorado, de acordo com as normas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Sobre o Prêmio

Após décima edição, o concurso já recebeu mais de 30 mil inscrições e premiou diversas redações e artigos científicos em todas as faixas educacionais consideradas para premiação.

O concurso é uma iniciativa da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (MCTI/CNPq), do Ministério da Educação (MEC) e da ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para o Empoderamento das Mulheres e a Igualdade de Gênero.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.