Três pessoas foram presas em flagrante em um acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em Marabá no sudeste do estado. Além das prisões foram apreendidas drogas, armas e carne supostamente roubada no local. As prisões foram divulgadas nesta quinta-feira (17).

A ação faz parte de uma ação conjunta entre as polícias civil e militar. Assim foram cumpridos mandados judiciais de busca e apreensão na área do acampamento, que fica localizado no interior da fazenda Cedro, de propriedade do Grupo Agropecuário Santa Bárbara, em Marabá.

Um dos homens foi preso com 82 petecas de cocaína no interior de um barraco. As outras duas pessoas foram presas por posse ilegal de arma de fogo. Eles estavam com duas espingardas artesanais tipo “porfora” e foram liberados depois de pagar fiança.

De acordo com o delegado Alexandre Nascimento, foram encontrados ainda 31 quilos de carne, supostamente de origem bovina. A suspeita é de que a carne seja de gado furtado da fazenda. A operação foi realizada por policiais civis da Delegacia de Conflitos Agrários (Deca), da Seccional e da Superintendência de Marabá e por policiais militares.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.