1441216879-854325824

A lutadora de MMA Monique Bastos, de Açailândia, interior do Maranhão, virou “celebridade” após protagonizar vídeo que viralizou na internet em que ela imobiliza Wesley Sousa de Araújo, de 18 anos. Ele tentou assaltá­la, junto com um comparsa, mas acabou se dando mal.

Na internet, a atleta, de 23 anos, já recebeu centenas de solicitações de amizade, mensagens de apoio, virou meme e deu entrevistas para diversos veículos locais e nacionais.

Em seu perfil do Facebook as solicitações já foram tantas que a rede social bloqueou o número para novas amizades. Na sua timeline, amigos publicaram várias mensagens de incentivo e se diziam estar orgulhosos da repercussão que o caso tomou. No Instagram milhares de pessoas passaram a segui­la. Nos comentários, dezenas de mensagens apoiando a atitude da atleta.

A loira já virou até meme e, em um deles, um internauta sugere, de maneira bem­humorada, que ela enfrente a estadunidense Ronda Rousey, estrela do Ultimate Fighting Championship (UFC). Além disso, Monique, apesar de tímida, desde o início da manhã está sendo “assediada” por diversos veículos de comunicação locais e nacionais.

Entenda o caso

O fato curioso aconteceu na noite de terça­feira (1º), por volta das 19h30, no bairro Jacú em Açailândia, Monique e uma amiga estavam indo para a academia treinar quando dois homens em uma moto se aproximaram e roubaram o celular que estava em sua mão. Ela tentou pegar de volta, mas não conseguiu e, quando percebeu que nenhum dos dois estavam armados, suspendeu a traseira da motocicleta e derrubou os dois. O que roubou o celular fugiu, mas o comparsa foi pego por Monique. Depois de dar um mata­leão em Wesley Sousa de Araújo, tirou ele do meio da rua, o colocou na calçada, deitou e aplicou outro golpe, o triângulo.

Em vídeo publicado na internet, o jovem diz desesperado que não tentou a lutadora e pede ajuda de Deus. Ele reclama que está sendo enforcado e pede por diversas vezes socorro, que chamem a polícia e, durante os pedidos de clamor, é agredido por alguns populares. Ele chega a dizer que “é sujeito homem” e que devem chamar a mãe dele.

Segundo a polícia, o homem que fugiu com o celular que estava na mão de Monique já foi identificado

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.