579125_230617157084433_680652641_n

No início da noite desta segunda-feira, 14, o secretário de Administração, Finanças e Planejamento de Praia Norte, Jaime Alves Pinheiro, falou ao webjornal Folha do Bico sobre os protestos que aconteceram na avenida Genésio Gomes, principal via de acesso da cidade, onde manifestantes bloquearam a passagem de pessoas e veículos.

“Primeiro quero deixar claro que esse grupo feriu a Constituição, impedindo o direito de ir e vir das pessoas. Isso é grave. Quem se diz educador, deve respeitar o direito das outras pessoas e servir de exemplo. Isso eles não fizeram e perderam qualquer tipo de razão”, comentou Jaime. O gestor disse ainda que o grupo é formado por opositores, que tentam provocar tumulto para desestabilizar  o Governo Municipal. “Tudo isso não passa de política. Eles estão desesperados e com sede, muita sede de poder. Enquanto eles trabalham para criar situação, nós trabalhamos para desenvolver Praia Norte. Os resultados estão ai, como o Ecoporto, casas populares, postos de saúde, asfalto, escolas, cidade limpa e iluminada, daí, eles partem para o desespero. Para vocês terem uma idéia , temos pouco mais de 350 funcionários, nem 30 aderiram ao movimento. Se vocês me perguntarem se existe salários atrasados eu digo que existe, mas vamos quitar. Esse problema aconteceu por que os repasses caíram mais de 30%. Mas vamos regularizar a situação e os servidores por maior que sejam as dificuldades, sabem conversar e dialogar. Mas os politiqueiros da oposição fazem esse tipo de ação”, disse.

Jaime também comentou que o município teve uma queda de 654 alunos em 2015, com relação a 2014, o que representa uma baixa de aproximadamente R$ 200.000,00. Enquanto isso, as despesas com professores aumentaram 13.01%. “Estamos vivendo esse drama triste da economia brasileira. Estamos devendo agosto aos nossos professores, exatamente o valor da queda mensal que tivemos. E os nossos opositores junto com a executiva do sindicato, aproveitam desse momento de precariedade financeira dos municípios para fazer motim e tirar proveito político, pensando nas eleições do ano vem. Hoje por exemplo o que aconteceu foi um insulto a nossa população, onde quem estava sendo os protagonista do motim são verdadeiros aliados do pré-candidato Ho Chi Min”, avaliou o secretário.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.