prefeitura de são sebastião

O Sindicato dos Servidores da Educação Municipal de São Sebastião do Tocantins quer saber por que o prefeito, Edvaldo Pereira Barboza, não está repassando aos bancos parcelas de empréstimos descontadas na folha de pagamento dos servidores. Quem foi prejudicado diz que vem enfrentado muito transtorno e constrangimento.

Muitos trabalhadores achavam que o empréstimo seria a solução, para manter o nome limpo na praça e não se conformam com a inadimplência do Poder Público.

Adriano Rodrigues, presidente do sindicato
Adriano Rodrigues, presidente do sindicato

Segundo o presidente do sindicato, Adriano Rodrigues de Moraes, os servidores públicos tem sido vítima da irresponsabilidade da gestão de Edivaldo Barbosa. “O município tem efetuado descontos mensais nos pagamentos dos funcionários públicos, valores esses, correspondentes a empréstimos consignados contraídos junto às instituições bancárias, na maioria junto à Caixa Econômica Federal, mas criminalmente não repassa os valores para as instituições. Por esse motivo, os servidores tiveram seus nomes incluídos em cadastros restritivos de crédito SPC e SERASA”, disse Adriano.

Tentando resolver o problema, o representante dos servidores municipais da educação, assim como os próprios funcionários já procuraram o município, sem, no entanto, ver seus direitos observados.

Pelo mesmo crime, em 2013 o sindicato entrou com uma ação de indenização contra danos morais em desfavor da Caixa Econômica Federal junto à Justiça Federal, onde a instituição financeira foi condenada ao pagamento de indenização no valor de R$ 3.000,00 para cada servidores prejudicados. Contudo, o município continua realizando tal prática.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.